Blog Educacional

Posted on 22/12/2008 por

3


sem-titulo

Por ser uma ferramenta interativa, os blogs apresentam características técnicas que podem ser consideradas pedagógicas, embora não tenham sido criadas com este objetivo, que permitem alcançar o letramento digital. Como característica técnica, os blogs apresentam a possibilidade de publicação instantânea, em entradas cronologicamente inversas, permitindo a divulgação de textos, imagens, músicas, a capacidade de arquivamento de mensagens anteriores, disponível ao leitor, além de hiperlinks, que tanto podem, complementar o assunto em debate, quanto relacionar um blog a outros blogs.Nos programas específicos para criação dos weblogs, há ainda, ferramentas que, apesar de fazerem parte da estrutura técnica, podem ser consideradas pedagógicas, se devidamente utilizadas num blog que se proponha a trabalhar com aspectos educacionais, que são as ferramentas de interação com o público: como o espaço dos comentários, o livro de visitas e os murais virtuais. Estas ferramentas podem proporcionar situações de debates escritos, discussão de idéias, complementação de temas e pesquisas sobre diferentes assuntos educacionais, a partir dos textos lidos na parte referentes aos posts, ou até mesmo nos comentários. Além disto, o visitante do blog ao deixar um comentário, tem seu e-mail ou seu site identificado, o que permite ao autor do weblog, comunicar-se com quem escreveu, propiciando assim, mais uma forma de interação. Em relação à linguagem,assim como nos chats e e-mails, nos blogs uma das estratégias de produção escrita é o uso de textos mais curtos. Observa-se, ainda, na linguagem utilizada pelos blogueiros, a reprodução de situações do uso da língua como numa conversa informal, e no dizer de Halliday (1996), uma escrita mais amigável. Diferentes pesquisadores têm se preocupado em analisar e descrever as possibilidades de uso dos weblogs na educação. Em Davis (2004) pode-se encontrar uma relação de atividades a serem desenvolvidas por professores utilizando os blogs. Segundo a autora, os professores podem propor a criação de um blog para discutir livros lidos, expor suas idéias sobre determinados assuntos, escrever e discutir sobre notícias diárias e criar projetos em grupo, entre tantas outras. Para Barros, (2005) os blogs representam uma excelente oportunidade para educadores promoverem a alfabetização através de narrativas e diálogos. As características dos blogs, como o espaço personalizado que fornece, e os links dentro de uma comunidade on-line, criam um excelente contexto de comunicação mediada por computador para expressão individual e interações colaborativas no formato de narrativas e diálogos. Apontando a necessidade de que alunos utilizem espaços reais de uso da linguagem escrita, Bull (2003), argumenta que os blogs ao apresentarem espaços limitados, obrigam os estudantes a condensarem seus textos e demonstrarem como pensam enquanto trabalham como leitores ou escritores. Os autores apresentam ainda, algumas características instrutivas de um blog: a economia, pois nos blogs se exige precisão e comunicação de idéias, de forma específica; os comentários estimulam o compartilhamento e a revisão por parte dos leitores e dos escritores., que dão início a um processo de comunicação interativa; o imediatismo, pois tão logo se publica algo em um blog, ele aparece na rede , o que inicia o sistema de comentários e respostas e ainda, a participação ativa, já que o blog proporciona a oportunidade de discutir temas de sala de aula, complementando-os, pensando sobre o assunto, e respondendo, o que induz uma maior participação de todos os estudantes. Os autores concluem ainda, que os espaços de escrita eletrônica podem ampliar a motivação e ensinar habilidades do mundo real, como a narração de histórias, que eles denominam como narrablogs, o que oferece aos estudantes a possibilidade de verificar como trabalham os escritores, mas também é uma forma menos exigente para que os alunos se empenhem na criação de textos.

Fonte: http://homer.nuted.edu.ufrgs.br/edu3375_2006_01/blogeducacionalsbie2005.pdf

Marcado: ,